quinta-feira, 28 de maio de 2020

Amores em quarentena




PREFÁCIO
Por Marcelo Damaso


Computadores avançam
Artistas pegam carona
Cientistas criam o novo
Artistas levam a fama
(Chico Science)



Sempre que estamos em casa vendo um filme, ouvindo música, lendo um livro ou fazendo qualquer coisa que disponha de tempo e prazer, pensamos “putz, eu poderia fazer só isso na minha vida!”. Mas quando a gente se vê, em uma situação como essa, obrigado a ver um filme atrás do outro, ouvir discos que a gente nunca tinha parado pra ouvir e se aventurar a ler livros com mais de 1.000 páginas a gente, só pra contrariar, pensa “o que é que eu vou fazer com essa tal liberdade dentro de casa?”. Cientistas buscam a cura, médicos e enfermeiros cuidam dos doentes e artistas criam. O confinamento tem seu lado bom, mas o descanso cansa. E chega a hora em que a inspiração bate e a gente não vê outra saída que não seja criar.

E iniciativa desse projeto começo com uma história que me veio à cabeça de duas pessoas vizinhas que se conhecem batendo panela e passam a se relacionar melhor graças à reclusão. Fui escrever. Antes, mandei uma mensagem para o amigo Edyr Augusto, perguntando como ele estava no meio disso tudo. Falei então da ideia de escrever um conto e ele prontamente disse que também escreveria. Surgia então a ideia de convidar alguns escritores para criar um enredo de histórias de amor (umas menos que outras) que se passem durante o período da quarentena imposto pelo enigmático e odioso Corona Vírus.

Foi aí então que falei com o Toni Moraes, dono da editora Monomito, e detentor das principais ferramentas para se publicar um livro de contos nesse momento. A ideia ganhou corpo e logo conseguimos reunir 10 escritores, a maioria confinado em seus lares em Belém. Abraçaram o projeto xs escritorxs: Ana Ruscher, André Takeda, Caco Ishak, Edyr Augusto, Estrela Leminski, Marcelo Damaso, Patrícia Rameiro, Rochele Bagatini, Toni Moraes e Vladimir Cunha. A arte ganhamos do nosso querido Rodrigo Cantalício. O site foi feito pelo Max Delson. A organização e iniciativa foi minha, Marcelo Damaso, e a edição ficou a cargo do Toni Moraes.



O fato é que nesse livro temos gaúchos, goiano, piauiense, paulista e paranaense. E com a proposta de lançar o livro virtualmente em PDF e para Kindle, todos os autores carinhosamente aceitaram o convite para levar um pouco de ficção para as pessoas em casa, uns em termos mais esperançosos, outros em enredos obscuros, mas todos mirando a paisagem apocalíptica dos dias de quarentena.

“Amores em quarentena” é um grande abraço virtual (como o momento permite) de 10 escritores e um artista visual que criaram histórias de amor, solidão, compaixão, tolerância, perda, farra e medo, mas, sobretudo, esperança. Tem duas luzes fortes brilhando: a que a gente não deve ir ao encontro e a que aparece lá longe, no fim do túnel.



Baixe gratuitamente em PDF 




*Essa coletânea de contos é dedicada à memória de Rubem Fonseca.

Nenhum comentário: