sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Tão perto de chegar em nenhum lugar


Sabe uma cantora que eu odeio? A Zélia Duncan. Eu odeio muita gente e evito ao máximo falar dos artistas “menores”, mais desconhecidos. Mas com a Zélia não pega nada, nunca vamos nos cruzar por aí e ela não vai me olhar com aquela cara de “seu filha da puta, só consegue falar que não gosta da minha música pelas costas, né?”. Mesmo que fosse, eu responderia: “qual o problema? Melhor do que estragar um ovo na tua cara durante um show”. Zélia Duncan não vale um ovo.


Eu a vi uma única vez ao vivo, quando ela fazia parte dos Mutantes, que se apresentaram num festival que fui. Show muito bom, mas ela não teve nada a ver com isso. Colocá-la na banda foi um daqueles flashbacks de LSD que batem mil anos depois, e bateu na cabeça do Sergio Dias quando ele resolveu ressuscitar a banda.


Mas como gostar de uma cantora que tem nome de ministra, zero de carisma, cara de bancária e voz de professora de história? Nunca acreditei em nenhuma letra que ela interpretou - seja dela ou dos outros. Zélia Duncan é o exemplo clássico da pessoa errada no lugar certo. Do sopro de sorte do destino. Sua única transgressão no meio artístico é curtir mulher. Além disso, ela tem tudo o que abomino numa pessoa: é formada em teatro e começou a carreira com o Oswaldo Montenegro. Meu Deus, que mulher errada!


Todo esse ódio veio de uma das raras noites de sexta em que resolvo ficar em casa e ligar a TV para ver qual é a do Jô. E lá estava ela, interpretando uma música de amor que não convence nem quem não prestou atenção.


Mas agora não tem mais jeito. Já deram trela pra ela, já a colocaram nos Mutantes, ela já foi no Jô Soares e lançou um monte de CD. E ainda deve ter um monte de funcionária de repartição comprando essa porra pra dar de amigo-invisível, ou de aniversário, para aquela amiga que cantarola tudo que é MPB quando estão no barzinho de voz e violão ao vivo.



Fala a verdade, alguém come a Zélia?

8 comentários:

Lize Lobato disse...

ÉGUA, nem acredito que li isso!
Tô muito feliz de saber que não estou sozinha nessa luta.

Pelarmor de Jah, aquilo não é uma cantora, gente.
Ela não tem veracidade em nada que faz. Sem contar na falta de criatividade e de bom gosto nos arranjos.
Já escutastes o "novo" cd dela?
Nem dopada, nem liga de LSD, nem nada..
não desce! #prontofalei

ruminamentos disse...

Também não gosto da Zélia Duncan, mas respondendo sua pergunta: Sim, alguém até comeria a Zélia, o problema é que quando você terminasse ela pediria a vez dela.

Martina disse...

"voz de professora de história"

ahahahahhahahaha

Kamilla disse...

Como assim "continua mulher"!?!?!?

Marcelo Damaso disse...

Kamilla, como assim como assim?

Fabíola disse...

igual ou pior (escolhe) a ela só a Ana Carolina... EU NÃO AGUENTO AS DUAS!!! E sempre estão nos "repetitórios" dos bares que vendem cervejão mais barato, procurados por gente em dias de pouca grana, como eu! afe! Fabíola

Vinicius Vieira disse...

pô cara, eu comeria a zélia duncan... ela me lembra a Sigourney Weaver, e aquela cena final do Alien me criou uma certa tara por ela... artisticamente falando, num importa, ela me lembra a Ripley e é isso que importa...
abraços caiçaras pro sr.

Michelli Byanka Almeida disse...

cara, eu curto a zelia duncan (as letras, não a voz). me lembram itamar assunção. mas eu NÃO comeria ela. rsrs